Mais sistemas: mais dados, o que fazer com eles?


17 de Abril de 2023
Comunidade

A crescente digitalização das funções empresariais tem levado as empresas a gerar cada vez mais dados sobre as suas operações. O Walmart, por exemplo, processa 2,5 petabytes de dados por hora. Para se ter uma ideia, um petabyte de dados equivale a 500 triliões de páginas impressas. O desafio para as empresas agora não é gerar mais dados, mas integrar e analisar rapidamente estes dados.

Alguma vez teve de passar horas a integrar dados de diferentes sistemas para realizar uma análise urgente?

Todos já lá estivemos: puxando tabelas de dados de diferentes sistemas, fazendo fórmulas de vlookup e procurando respostas decisivas numa montanha de dados.

E se pudéssemos integrar os dados provenientes dos diferentes sistemas que gerimos? ERP, WMS, CRM numa única plataforma? Quanto tempo pouparíamos? Quantas folhas de cálculo não teríamos de girar?

Um Sistema Operativo de Dados (DOS) pode conseguir esta integração.

Um sistema operacional de dados é uma plataforma de software que gere e processa de forma unificada os dados dos vários sistemas e aplicações de uma organização.

Tipicamente, um sistema operacional de dados inclui funções tais como integração, armazenamento, processamento, gestão e segurança de dados. Além disso, pode incorporar inteligência artificial e capacidades de aprendizagem de máquinas. Com dados unificados, os algoritmos de inteligência artificial podem identificar padrões, fazer previsões e gerar conhecimentos.

Os sistemas operativos de dados são úteis para todas as áreas de uma empresa onde é necessário consultar múltiplas fontes de dados. Uma cadeia de retalho pode integrar a sua análise de vendas com uma visão de 360 graus dos seus clientes. Enquanto uma universidade tem a possibilidade de visualizar quais os estudantes que estão prestes a desistir com base em variáveis tais como notas, frequência e histórico de pagamentos.

Sobre a Optimização de Tubarões

Em Optimização de tubarões somos especialistas em cadeias de fornecimento, pelo que não podemos deixar de mencionar alguns exemplos de como os sistemas de dados operacionais apoiam a gestão do fornecimento e distribuição. Uma empresa retalhista pode visualizar a informação do seu armazém, loja e inventário em trânsito, utilizando uma plataforma de dados. Pode também gerar ajustes automáticos nas políticas de inventário utilizando inteligência artificial, ou emitir alertas no ponto de reabastecimento de inventário.

Produtos relacionados

datakubes - Imagem

Shark Optimization distribui sistema operativo de dados DataKubessistema operativo de dados, desenvolvido por Grupo ENX. A nossa solução não só integra dados como também facilita a utilização de inteligência artificial e pode ser implementada em poucos dias. Contacte-nos em se quiser saber mais.